Linfedema - na Escócia são 20 000

A noticia é do passado dia 30, mas na verdade ela vem na sequência da Conferência que aconteceu em Glasgow, Escócia

Isla nasceu com linfedema 


Os pais de Isla, uma menina escocesa que sofre de linfedema, referem que quando foi diagnosticado linfedema à sua filha eles não tinham a mais pequena ideia do que se tratava e que tiveram de pesquisar imenso antes de se aperceberem qual a doença que afetava a sua filha. Mas na verdade o linfedema, na Escócia, afeta mais pessoas que a esclorose múltipla, a doença  Parkinson e até do que o cancro da mama.





Margaret o'Grady tem como objetivo tornar o linfedema conhecido

Margaret O'Grady, outro testemunho que aparece no video da stv news, refere que o seu linfedema apareceu após uma picada de inseto, há vinte anos, e que o seu principal objetivo é que o linfedema seja tão conhecido como a Diabetes Tipo 1 realçando a importância das pessoas saberem viver com esta doença. 
Concordo, em absoluto, com esta escocesa, inclusivamente quando ela alerta para importância de começar o tratamento do linfedema o mais cedo possível e não quando ele já começa a ser demasiado visível e doloroso.

apontamento: Manuela
no FB está aqui

no dia 9 de julho 2014 a Isla  também teve um post no little miss lucy's lymphoedema life
no dia 22 de julho 2014 a história de Isla Todd saíu, também, no Mail on Line


Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é muito importante :)
Identifique-se sempre, por favor.
Muito Obrigada :)
Manuela (L de linfa)