Linfedema dos membros: uma patologia vascular esquecida?

Na Revista Portuguesa de Cirurgia cardio-torácica e vascular, numa edição de 2009, nº2 do volume XVI, podemos ler um artigo, assinado pelo cirurgião vascular J. Pereira Albino, sob a temática do linfedema.

O resumo desse artigo menciona que 

Os linfedemas dos membros apesar de serem relativamente frequentes nos países ocidentais, sobretudo na área oncológica, têm sido praticamente ignorados na literatura portuguesa e poucos têm sido os trabalhos publicados nesta área. Contudo, são motivo de grande incapacidade funcional e estética, pelo que decidimos fazer uma revisão dedicada ao diagnóstico clínico e à terapêutica médica, dando relevo ao edema do dorso do pé, ao sinal de Stemmer e à terapia fisiátrica descompressiva completa, que associada á terapêutica farmacológica e à compressão elástica permitem o controlo da maioria destes quadros. A terapêutica cirúrgica está reservada a casos pontuais e considerada sempre como adjuvante de uma terapêutica médica intensiva, que deve acompanhar o doente para o resto da vida”.


Para ler o artigo na sua totalidade sugiram que sigam o link da revista (página 109-114)




Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é muito importante :)
Identifique-se sempre, por favor.
Muito Obrigada :)
Manuela (L de linfa)