o amor está no ar


imagem do Cheiro a Alecrim
Encontrei o blog dLymphedema Girl por acaso e foi com um sorriso nos lábios que li o seu post. É que... esta dinamarquesa, que vive com linfedema primário desde 2009, encontrou alguém especial e já não necessita de esconder o seu "terrível segredo" (sic): o seu linfedema e as suas meias de compressão.

Na verdade já aqui falámos do desconforto estético que é o linfedema e da necessidade, num mundo que cultua a perfeição, de nos consciencializarmos que ninguém é perfeito. Este tipo de partilha poderá parecer desajustada, principalmente se tivermos em conta que a Lymphedema Girl já está nos "enta". No entanto, a franqueza com que ela aborda algo tão natural, como o amor e a relação entre duas pessoas, poderá ajudar cada um de nós. No fundo, todos temos a certeza que o linfedema, ou qualquer outro handicap, não é o factor para que a relação entre duas pessoas não comece, ou para que ela termine (e, se o for... todos sabemos qual é a única conclusão possível que podemos tirar…).

Outra coisa que gostei no post da Lymphedema Girl foi a canção que ela partilhou aqui (está em dinamarquês, é certo, mas a música, tal com o amor, sente-se)!
Um apontamento de:
Manuela

no FB está aqui

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é muito importante :)
Identifique-se sempre, por favor.
Muito Obrigada :)
Manuela (L de linfa)